evão do caminhão

nos momentos cruciais... estacione seus neurônios e acelere seus hormônios

quinta-feira, janeiro 31, 2008

E NA FAROFA DO CONFETE, TEM LIMÃO, TEM SERPENTINA

O carnaval nem chegou de fato, mas já veio muito bem anunciado.

1. Minha afilhada completou 10 anos no dia 24. Tenho muito orgulho da criação que minha comadre deu a ela. Mas, eu mesma, não me lembro de ter ensinado algo signficativo, dessas coisas que se leva pro resto da vida.

Até que chegou sábado e fomos pro nosso primeiro bloco de carnaval de rua de 2008. Tudo muito alegre, todos devidamente fantasiados, quando cai sobre nós um resto de serpentina. Notei então que Bea não sabia como usar devidamente o objeto carnavalesco. Comentei com sua mãe e pensei comigo mesma: "pronto, chegou a hora!".

Tem coisas que nascem com a gente, outras precisam ser ensinadas. Jogar confete dentro da calçola dos outros ela sabia muito bem, agora era hora de evoluir. Módulo 2 no quesito fanfarronices de carnaval.

E agora posso dizer com o coração cheio de emoção que as primeiras atiradas eficientes de serpentina da Bea foram comigo.

2. Fomos ontem no meio da tarde pro Sesc Pompéia. Teoricamente seria um show da banda de uns amigos só com marchinhas de carnaval. Acontece que chegando lá notamos filas gigantescas compostas só por velhinhos e velhinhas com a ansiedade estampada nas rugas. Eis que descobrimos que estámos simplesmente num baile de carnaval da 3ª idade.

No início, aquele constrangimento, a falta de coragem de invadir a pista de uma festa que não nos pertencia. Mas não há quem fique parado ouvindo marchinhas (eu pelo menos não consigo) e assim fomos nos aproximando, nos aproximando até que ... catabimba! Nos jogamos!

E ficamos lá rodando pelo salão, saracoteando com as tiazinhas muito bem produzidas e imitando os casais ainda apaixonados dançando juntinhos as músicas mais lentas.

Então acontece o ápice da festa: um senhor negro, com todo seu gingado à la Don Juan me tira pra dançar. Apertava forte minhas mãos e dizia: "presta atenção só nas mãos, se soltar, você perde o passo". Boa aluna, obedeci de pronto e terminei a volta suando em bicas, feliz demais da conta e com a responsabilidade de ensinar o japa os passos da dança.

Chegou a época mais feliz do ano. Agora é só correr pro Cordão do Bola Preta!

3 Comments:

  • At 11:12 AM, Blogger tatanca said…

    não vou conseguir parar de rir nunca mais!

     
  • At 8:12 PM, Blogger Mimi Genoino said…

    Assino embaixo ao que escreveu a Tata, vc sim que é uma escritora de categoria, Nelson Rodrigues com Luís Fernando Veríssimo juntos! Bjo

     
  • At 7:21 PM, Blogger Craudio said…

    Vamos comprar as fantasias para 2009? hahahahahahaha

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home