evão do caminhão

nos momentos cruciais... estacione seus neurônios e acelere seus hormônios

sexta-feira, agosto 13, 2010

TODOS OS MEUS ERROS SÃO ESPERANÇOSOS PELA RELEITURA

Ainda não vislumbro alunos de escola pública com seus notes sobre a mesa. Aliás, nem caderno eu tenho conseguido ver ultimamente. O que me dá certo desespero. Meus cadernos sempre foram expressivos. Muitas mensagens por dentro e por fora. Em todos há pouca coisa das aulas propriamente ditas, mas muitas citações, frases de caminhão, bilhetes, esboços de cartas, sugestões de livros e filmes. Os da infância estão encaixotados, mas alguns recentes eu encontrei e registro coisinhas interessantes que achei dentro deles:


Caderno com muita coisa misturada:

"Em um mundo às vezes tão cinza e sem brilho, você sempre acaba nos mostrando como é bom ser fofa e rosa. Este caderno é mesmo sua cara!" (Perucas)

"Quero que as mosqueteiras sejam eternas. Colabore..." (Luzis)

"Poluição corporal é aquele monte de gente segurando assim no ônibus."

"Existem muitos satélites por aí, quem garante que um deles não vai cair na nossa cabeça?"

"Se a beleza é gratuita no seu aparecimento, é utilitária em seu aproveitamento."

Uma carta de (des)amor que não sei se cheguei a enviar, mas fiquei com medo ao relê-la.

"Penso, logo desisto."

Uma lista de músicas, incluindo: 'e as estrelas lá no céu, eu vou buscar...' e 'bota a não no joelho dá uma abaixadinha...'

Pautas de reuniões CNPQ na ECA, relatórios do Projeto Piá e atas de movimento estudantil.

Desenho de dois carinhas de mãos dadas e o diálogo tata / eva: 'qualquer maneira de amor vale a pena' / 'o importante é gozar, mas eu prefiro macho'.

"A morte não é senão a vitória do tempo."

"Não que eu goste de falar mal... eu não sou disso. Pra que falar mal se eu posso ser sincera?" (Luzis)

Muitos jogos dos pontinhos.

Registro de um banco de horas que nunca foi descontado.

Rascunho do discurso de formatura. "Ô Ze´, corpaço"

"IV Congesso da USP - UNE / FASUBRA - faltaram"

"Paulo Renato: único projeto ainda não implantado é a universidade paga."

Várias ideias sobre cotas. Tinha até cota pra banguela.


"Já estão colhendo nossas margaridas."

Com letra de aluno: "A Eva é careca, a Ana é cabeluda, a Thainá é uma cobra tem uma língua tão grande."

Um folheto de Santo Expedito.

Uma tirinha da Miss Silicone.

Muitos adesivos de bagagem de viagem colados.

Capa auto-explicativa:

"Mania de psicologizar comportamentos na escola."

"Você só marca o tempo por aquilo que te traumatizou."

Lenda de Gilgamesh.

"Acho que estou tonta, tonta, tonta, tonta! Bebeu água?"

"Uã hã rã"

"há tantas figurinhas soltas, pra que repetir?"

"Traição - capacidade de se adaptar aos novos tempos."

Comentários de estágio: "alguns rituais foram estabelecidos e funcionam como regras; aluna comenta que come ferro todo dia, professora pergunta: pq... chupa prego?; gráficos e mais gráficos de rendimento escolar"

"Vitimologia - desejo de eliminação."

Resenha filme Briga de galo em Bali.

"6/8 - Victor"

"Senti-me como se minha alma, se é que tenho alma, se desprendesse e subisse para o céu como uma labareda alucinante."


------------------------------------------------------------------------------------------
No momento mais caminhoneira da minha vida:

"A solidão me expectora: só eu assisto a esta insônia do mundo em mim."

"O mal do autoritarismo é a omissão de quem se submete."

"Pausa para o dois (Luzinha). Não fui bem sucedida! (Eva)"

Um jogo de stop.

"(SAP)Alô, alô marciano... aqui quem fala é da Terra"

Muitas resenhas de filmes da aula de sociologia do cinema.

Escrevi bem pouco e mudei muito a letra nesse caderno, acho que andava meio confusa.



Quando eu ficava só de olho...

No horário da contra-capa tem cinema de 4ª feira e happy hour 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª.

Anotações sobre meu último trabalho da graduação ( sobre TV com Luzinha): "campeões de audiência entre as crianças não são os programas infantis".

Mais resenhas de filmes.

"As pedras falam, eu estou calado."

Trechos de "deslizes" do Raimundo.

Duas folhas grampeadas escrito SAQUINHO e dentro :um DISQUETE e datas de lua cheia para rituais .

Adesivos de Ivan Valente 1330, Lisete 13567 e Lula PISIDENTE!

----------------------------------------------------------------------------------------------

Registro de uma fase "vagabunda" de existência por fora e por dentro um lance BEM psico/sociológico:

"Não há política social que dê conta do envelhecimento; só se valoriza o que se mantém da juventude."

"Neurótico é neurótico porque não acredita no impossível."

"Não precisamos de tolerância e sim de respeito. Toleramos tomar remédio ruim."

"Documento vira monumento quando há necessidade de memória coletiva."

"Toda porta tem uma chave, toda situação tem um chavão."

E tem também um roteiro pra programa de televisão. Bem bom!


Aqui quando eu ficava viajando na pós graduação em história... boiando...
ondulando...

Vários adesivos fanfarrões do bob esponja, super úteis em aulas bodeantes (não foram poucas).

"Não há participação efetiva das massas; quando há = massacre."

Anotações sobre o livro da escola anarquista escrito pela colega de sala.

27/8 - churras

"As civilizações que não tiveram fotografia morreram duas vezes."

"Memória manipulada / memória e esquecimento / memória oficial " (caralho, 2 folhas só sobre memória)

"Miscigenação - fábula das três raças."

Reaproveitamento do trabalho sobre a briga de galos de Bali.

"Honra baseada na fidelidade da mulher e na virgindade da filha."

"Trabalho feminino é reprodutivo e não criativo."

"Universo pedagógico é o da incerteza."

"Tinham as mãos atadas ou algemadas, e mesmo assim os dedos dançavam, voavam, desenhavam palavras... quando nasce da necessidade de dizer não há quem impeça a voz humana."

"Favela não é árida; espaço de miséria gera encontros."

Trechos de música do José Augusto.

"Sexo virtual= melhor mail de encontrar o . G"

Agenda semanal da Tata, incluindo escola, natação, barba, bigode, unha e drenagem.

Desafio musical com Tata: perereca da vizinha x sabiá lá na gaiola e a pipa do vovô x o pinto do meu pai.



Nunca uma capa foi tão perfeita pra um ambiente de trabalho e na vida pessoal:


Nada melhor do que mostrar essa capa pra todo mundo que me irrita:



Marcadores:

1 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home