evão do caminhão

nos momentos cruciais... estacione seus neurônios e acelere seus hormônios

sexta-feira, julho 20, 2007

PARA MORRER BASTA ESTAR VIVO

Tô muito angustiada com a super exposição do tema do 'maior desastre aéreo da américa latina'. Fico viajando em várias idéias. Por exemplo, não dizem que ninguém morre na véspera? Pois então, será que se não tivesse acontecido o acidente todas essas pessoas morreriam naquele dia, cada uma num lugar e num horário diferente?

Minha vida mudou depois das crises de pânico dos últimos anos. Vivo em estado de alerta constante. 28 vezes por dia penso que eu ou alguém que eu gosto vai morrer principalmente quando o assunto é trânsito.

E então eu durmo tranqüila quando tranco a porta de casa e vejo que minha mãe está bem, me dando bronca apesar de trabalhar demais e pegar vários busões correndo riscos; quando o japa liga que tá tudo bem apesar de pegar tudo parado na rebouças e da alta velocidade na raposo correndo riscos; quando meu irmão liga quase meia-noite dizendo que está bem apesar de pegar estrada depois de plantões de 50 horas correndo riscos; quando o caçula entra no msn à noite e vejo que está ok apesar de dirigir moto correndo muitos riscos.

A vida é assim... cheia de riscos constantes. Eu estou sempre alerta, desconfiando do improvável... mas isso significa que estaria pronta pra receber a notícia da morte de alguém que amo de novo?

Um pouquinho de humor negro não faz mal a ninguém! Como disse no fotolog, eu acho que a culpa de todo o acidente é de quem roubou esse cone da pista e desnorteou o piloto da TAM:

4 Comments:

  • At 1:27 PM, Anonymous Klein said…

    Eu acho que as pessoas tem que entender que é uma fatalidade e que acontece. A gente não trata as coisas assim porque a gente tem uma mídia falando que o reversor tava desligado e que não tem grooving na pista, mas antes de achar culpados a gente tem que entender que é uma fatalidade bem incomum isso que aconteceu. Não da pra gente se esconder por causa de todo risco que tem por aí: se fosse assim, a gente se enrolava em plástico bolha e não saía do próprio quarto.

     
  • At 2:16 PM, Blogger Craudio said…

    Eu acho que roubaram o cone e tacaram na cabeça do ACM...

    Mas é uma boa pensar nisso. Se esse povo todo não tivesse embarcado, como será que teria sido.

    E acho que a culpa da gente ficar angustiado é porque a morte nos é ensinada como algo muito ruim. Apesar de, em alguns casos, ser mesmo. De qualquer maneira, deixo outro ditado: basta estar vivo para se morrer. É a condição humana.

    P.S.: quando eu morrer, é a bandeira do Coringão, oquei?

     
  • At 2:53 PM, Blogger evaodocaminhao said…

    já sabe... se morrer antes é do tricolor!

     
  • At 8:12 PM, Blogger tatanca said…

    tô fria.
    acho q me acostumei.
    não tenho mais medo nem por mim nem por ninguém. morreu, morreu, eu vou ter q continuar. ou não. se for eu.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home