evão do caminhão

nos momentos cruciais... estacione seus neurônios e acelere seus hormônios

quinta-feira, setembro 03, 2015

A SABEDORIA DOS CROCODILOS CONSISTE EM VERTER LÁGRIMAS QUANDO QUEREM DEVORAR


Eu hoje chorei.

Fazia muito tempo que não fazia isso.

Não foi um choro escandaloso. Foi daquele que derrama umas lagrimonas no cantinho do olho e enche o nariz de ranho. Fui aguando, aguando, aguando por umas duas horas. 

Chorei de cansaço. De dor. De medo. De raiva. De vontade de mandar muita gente tomar no cu. De falta de coragem pra jogar várias coisas pro espaço. 

Tenho vivido bem devagarinho, um dia de cada vez. Agradecendo cada turno de trabalho vencido, cada final de dia que consigo sobreviver às decepções e incompreensões que tenho em relação às pessoas. Tem sido matar um leão por dia. E hoje enquanto "lagrimava", me peguei pedindo pra partir.  
Meu fígado tá bem cheio e todos sabem que provavelmente deve ser excesso de álcool virando cirrose, mas também é conhecido que a tristeza está diretamente ligada com o dito órgão. "Me sube la bilirrubina cuando te miro e no me miras." 

Posso me comparar a essa víscera vital. Trabalha muito sem reclamar e sem avisar que está doente. Quando percebe pode ser tarde demais. Segura em si o amargo sabor da bile pra deixar que os outros órgãos funcionem sossegados e ainda cobre as falhas deles pra que no geral tudo fique bem. Apenas o coração percebe e dá sinais de amizade em formato de taquicardia.

>> CURIOSIDADES:

1. Desde a antiguidade se associa o fígado ao humor, da mesma forma como se atribui ao coração a paternidade das emoções. Não é sem motivo que a depressão conhecida como melancolia tem o nome que tem: vem da conjugação das palavras gregas melanós (negro) e cholé (bílis). Ou seja, a tristeza teria a ver com a secreção desse suco. 
Já para os chineses, há milhares de anos, o fígado é par constante do sentimento de raiva. Por isso a medicina chinesa tradicionalista assegura que os tratamentos para o fígado deixam a pessoa mais calma, assim como as técnicas de relaxamento fazem bem ao órgão. 
De alguma forma esses conceitos fazem parte da cultura popular no mundo inteiro. Usa-se, por exemplo, a expressão "desopilar o fígado" com o significado de promover alegria e se diz de quem tem mau gênio que "sofre do fígado". 
Não obstante, a ciência ocidental não consegue estabelecer relação entre uma obstrução nas vias biliares e um acesso de cólera.

Fonte: Revista Super Interessante número 7, ano 10

2. Quando o crocodilo está digerindo um animal, a passagem deste pode pressionar com força o céu da boca do réptil, o que comprime suas glândulas lacrimais. Assim, enquanto ele devora a vítima, caem lágrimas de seus olhos.
São lágrimas naturais, mas obviamente não significam que o animal se emocione ou sinta pena de sua presa. Daí vem a expressão "lágrimas de crocodilo".

Fonte: site Terra

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home